Perguntas frequentes sobre os PEXXI

Aqui encontras as respostas às perguntas mais frequentes sobre a participação nos Prémios EmpreendedorXXI. Se não encontrares a resposta que procuras, não hesites e contacta-nos.

1. Quem pode apresentar a sua candidatura?

Podem apresentar-se aos Prémios EmpreendedorXXI jovens empresas inovadoras com domicílio fiscal em Espanha ou Portugal e que tenham iniciado a sua atividade a partir de 1 de janeiro de 2016.

2. A que prémios estou a concorrer?

Pelo facto de apresentar a sua candidatura, está a concorrer a estes prémios

  • Empresa com maior impacto no seu território, dotado com 5000 € e um programa de desenvolvimento internacional. Concorrem a este prémio todas as empresas de um mesmo território, independentemente do seu setor. São atribuídos 19 prémios. Em Espanha é atribuído um prémio para cada uma das 17 Comunidades Autónomas e em Portugal dois prémios (um prémio para a Zona Norte/Centro e outro para Lisboa/Sul e Ilhas).
  • Empresa com maior potencial de crescimento do seu setor, dotado com 15 000€ e um programa de acompanhamento internacional. Concorrem a este prémio todas as empresas de um mesmo setor de Espanha e Portugal. São atribuídos 6 prémios aos seguintes 6 setores: AgroFood, Health, Senior, Mobility, Impact e PropTech.
  • Prémio especial (accesits) para a Inovação outorgado pela Agência Nacional da Inovação através dos BFK awards em Portugal com um prémio de 5000€ para uma empresa portuguesa
  • Os Prémios EmpreendedorXXI, através do CaixaBank DayOne, lançarão no último trimestre de 2019 o programa “DayOne Open Innovation” com a finalidade de selecionar uma empresa de cada grupo setorial com o intuito de lançar um desafio com vista à realização de um projeto-piloto com uma área de negócio do grupo CaixaBank. A empresa selecionada de cada sector obterá 15 000€ para realizar um projeto-piloto com o CaixaBank.

3. Posso ganhar mais do que um prémio numa edição?

Pode ganhá-los todos! Os processo de seleção e os júris dos diferentes prémios atribuídos numa edição são totalmente independentes. Portanto, uma mesma empresa pode sair vencedora dos prémios setoriais, territoriais e especiais (accesit).

4. Se já ganhei um prémio numa edição anterior, posso voltar a candidatar-me?

Uma empresa não pode ganhar duas vezes o mesmo galardão, mas pode concorrer aos outros prémios. Assim, por exemplo, uma empresa que tenha ganho a nível territorial numa edição anterior, pode voltar a apresentar-se e concorrer aos prémios setoriais e especiais (accesit), ainda que seja excluída dos prémios territoriais que já ganhou.

5. Com quem concorro?

No prémio para a empresa com maior impacto no seu território concorrem todas as empresas apresentadas nesse mesmo território. Concorrem 19 territórios: as 17 Comunidades Autónomas de Espanha e 2 zonas de Portugal (Norte/Centro e Lisboa/Sul e Ilhas).

No prémio para melhor empresa do seu setor concorrem todas as empresas candidatas de Espanha e Portugal desse setor. Os 6 setores a prémio são: AgroFood, Senior, Health, PropTech, Mobility e Impact.

No prémio especial (accesit) para a Inovação outorgado pela Agência Nacional da Inovação de Portugal através dos BFK awards competem todas as empresas candidatas em Portugal.

8. Qual é o prazo para apresentação da candidatura?

O período de apresentação de candidaturas termina quarta-feira, 4 de dezembro de 2019, às 18:00. (todos os horários estão expressos em GMT+1). A organização reserva-se o direito de prorrogar a data de encerramento, e nesse caso a alteração será comunicada na nossa página Web.

12. Como são escolhidos os vencedores?

Numa primeira fase é analisada a elegibilidade das candidaturas. As candidaturas que não cumprirem as bases ou que não tenham apresentado a documentação exigida são eliminadas do processo.

Em seguida, todas as candidaturas são pontuadas. Todos os avaliadores dispõem de algumas tabelas de avaliação que especificam os critérios a avaliar e as pontuações a atribuir em função dos mesmos. As candidaturas são analisadas por vários avaliadores. Uma vez que as candidaturas tenham sido avaliadas, são gerados rankings por setores e territórios que são enviados aos diferentes órgãos de seleção.

Cada prémio tem um processo de seleção independente. Isto significa que são celebrados 50 comités técnicos e júris para selecionar os 37 vencedores territoriais e vencedores e finalistas setoriais. Nesta fase é exigida a apresentação e defesa presencial da candidatura perante o comité ou júri.

13. Como é garantida a transparência do processo de seleção?

A formalidade, independência e transparência do processo de seleção é um dos elementos que conferem prestígio a estes Prémios, por isso, cuidamos minuciosamente deste aspeto. Alguns dos mecanismos que estabelecemos são:

  • A avaliação é realizada a partir de critérios e pontuações claramente estabelecidos em algumas tabelas de avaliação utilizadas por todos os avaliadores.
  • Os comités e júris agem de acordo com um guia de funcionamento que estabelece, entre outros aspetos: como gerir os conflitos de interesse, as votações ou os empates.
  • Convidamos para os júris os vencedores de edições anteriores para que conheçam em primeira mão o funcionamento do processo de seleção e possam verificar a sua transparência.

14. O que é avaliado?

Para a avaliação das candidaturas, ter-se-ão em conta os seguintes critérios:

  • Equipa: Compromisso, dedicação e risco assumido pela equipa empreendedora; adequação da experiência / formação da equipa às necessidades do negócio; integralidade da equipa e capacidade de atrair talento; motivação; existência de Conselhos e perfil dos especialistas, etc.
  • Modelo de negócio: Cadeia de valor e rentabilização do modelo de negócio; análise da concorrência; capacidade de angariar clientes; plano comercial e de marketing; potencial e capacidade de internacionalização; capacidade ou probabilidade de dispor dos recursos necessários para implementar o plano de negócio; coerência interna e histórica das projeções financeiras, etc.
  • Ambição: Tamanho e projeção de crescimento do mercado acessível; escalabilidade; concorrência existente e prevista; concentração de clientes; ambição e solidez das projeções de vendas; margem bruta prevista; criação de postos de trabalho, etc.
  • Inovação: Grau de inovação do produto ou serviço; análise adequada das necessidades do cliente; vantagens competitivas e barreiras de entrada; posicionamento perante a concorrência, etc.
  • Histórico: faturação e/ou financiamento conseguido; resultados obtidos em relação aos recursos empregues, etc.

Para os Prémios para a melhor empresa do seu território será avaliada, além dos critérios anteriores, a vinculação e o impacto da empresa no território. Para os prémios para a melhor empresa do seu setor será avaliado, adicionalmente, o impacto do seu projeto na transformação do seu setor bem como o enquadramento da sua proposta de valor no setor em que se aplica.

15. Como são constituídos os júris?

Os diferentes Comités Técnicos e os júris são compostos por membros do ecossistema da inovação: investidores (fundos de capital de risco e business angels), empreendedores de sucesso, empresários de prestígio, antigos vencedores dos prémios, representantes de universidades e escolas de negócios, entidades organizadoras e colaboradoras nos diferentes territórios, e representantes das entidades outorgantes.

16. Quando são conhecidas as empresas vencedoras?

As empresas vencedoras são divulgadas nos atos de entrega que terão lugar como parte da jornada DayOne Innovation Summit de cada território. Durante o primeiro quadrimestre de 2020 são celebrados 19 atos de entrega territoriais e um ato de entrega setorial no qual são entregues todos os prémios setoriais.

18. Os Prémios abrangem outras despesas?

As deslocações a Barcelona por parte de um representante das empresas que se tornem finalistas e sejam convocadas para os comités e júris dos prémios setoriais são a cargo da organização. As restantes deslocações associadas aos prémios territoriais são da responsabilidade dos participantes.

20. Quem está por detrás dos Prémios?

Os prémios são promovidos pelo CaixaBank e organizados pelo DayOne, o serviço para empresas tecnológicas e investidores. A empresa que outorga os prémios formalmente é a Caixa EmprendedorXXI.

Em Espanha, os prémios são cooutorgados com a Empresa Nacional de Innovación (ENISA) e em Portugal com o Banco BPI.

Para além disso, colaboram na organização mais de 130 entidades de Espanha e Portugal.

O prémio especial (Accesit) para a inovação é outorgado em Portugal pela Agência Nacional da Inovação através dos BFK awards.

22. Por último… Algum conselho para vencer?

Algumas perguntas do questionário são especialmente críticas do ponto de vista da avaliação, e focar corretamente a resposta pode marcar uma diferença importante na pontuação. Destacamos as mais importantes:

  • Tamanho do mercado: Trata-se de avaliar o mercado acessível para a empresa. Isso significa que se deve delimitar a zona geográfica onde a empresa opera e o segmento de mercado. A avaliação económica deste mercado deve ser estimada com base no modelo de receitas. Por exemplo, para uma app relacionada com temas sobre o running, o mercado não seria o número de telemóveis no mundo, mas sim o número de telemóveis na Europa (onde a empresa trabalha) x % da população que pratica desporto regularmente x % que estaria disposta a pagar pela utilização de uma app deste tipo x custo anual da aplicação em euros.
  • Marcos atingidos: Trata-se de mostrar aos avaliadores em que ponto se encontra a empresa, o que já conseguiu. Por exemplo: em termos de produto, se ainda está na fase de desenvolvimento, se finalizou um produto minimamente viável, se já está a comercializá-lo, etc.; em termos de equipa, se foram incorporados na empresa outros perfis que não da equipa empreendedora; em termos comerciais, se já conseguiu vender um produto ou projeto-piloto, se já conquistou os primeiros clientes, se já conseguiu clientes fiéis e repetitivos, se fechou acordos com parceiros, distribuidores, etc.; em termos de inovação: ajudas/prémios obtidos que demonstrem o nível de inovação da empresa, se fechou algum acordo de parceria com uma universidade, centro tecnológico, fornecedor estratégico, etc.
  • Principais desafios: É importante neste ponto demonstrar que sabe quais são os principais desafios/objetivos a médio prazo da sua empresa, quais serão as chaves ou as alavancas do seu crescimento e que recursos serão essenciais para o cumprimento do seu plano de negócios. Para o efeito, detalhe os perfis das pessoas a contratar e em que momento pretende incorporá-las; quanto custará e como financiará essas contratações, se são necessários recursos financeiros, quantos, quando serão necessários e para quê; onde serão procurados esses recursos; se tiver que realizar investimentos, descreva-os e explique o motivo e o que pensa obter com eles, etc.
  • Vantagem competitiva: Demonstre que conhece e controla os elementos que lhe oferecem uma vantagem competitiva. Descreva o que o difere da concorrência, no que é melhor ou pior; como detetou os seus pontos fracos e porque o seu produto/serviço os colmatará; como manterá estas vantagens competitivas com o passar do tempo, quando os seus concorrentes tentarem incorporar esta vantagem no seu produto/serviço.